Definição de Psicologia

  • 0

Definição de Psicologia

Category : Postagens

A palavra Psicologia deriva de duas palavras Gregas, “psyche” e “logos”, que traduzidas à letra significam o estudo da alma e, posteriormente, o estudo da mente. Hoje, muitos autores definemPsicologia como a ciência que estuda os processos comportamentais e mentais. Vamos dissecar o seu significado e perceber o significado da psicologia. Quando dizemos comportamento, surgem duas ideias – comportamentos fechados e comportamentos abertos.

Os comportamentos abertos são aqueles que são visíveis a todos. Em suma, são comportamentos observáveis. São exemplos de comportamentos abertos a forma de vestir, a maneira de falar, de comer, a cor do cabelo, a cor das calças. De forma geral, estes são acções de indivíduos ou grupos que vemos todos os dias. São ações que são observáveis e podem ser mensuradas de quando a quando. Em contraste, os comportamentos fechados são aqueles que não são visíveis a olho nu. São os comportamentos invisíveis, como por exemplo a raiva, ciúme, pena, bondade, felicidade, tristeza.

Estes são comportamentos que não se consegue discernir rapidamente, a menos que se seja bom. Os comportamentos fechados também podem ser mensuráveis, mas requerem um processo mais intrincado. Pode-se deduzir os comportamentos fechados através dos abertos. É como resolver uma charada. O jogador  representa em frente do grupo, realiza acões, ou seja, tem comportamentos abertos. A pessoa representa comportamentos relacionados com algo que o grupo possa reconhecer e adivinhar a resposta. Os comportamentos fechados são assim. Como sabemos se alguém está triste? Contente? Nós podemos dar conta disso através dos comportamentos abertos. Podemos dizer que uma pessoa está triste quando não sorri, quando os olhos ficam chorosos, sem reação, etc.

Quando uma pessoa está a sorrir, cantando canções, saltando, podemos de alguma forma concluir que está contente. São estas as definições de comportamentos abertos e fechados. Quando se fala em processos mentais, de igual forma, aparecem duas idéias – processo mental consciente e processo mental inconsciente. Os processos mentais conscientes são processos dos quais nos damos conta. Por exemplo, estamos conscientes de que estamos a ler este texto neste momento, que mexemos a ponteira do rato, ou que puxamos o texto para baixo. Consciente significa de que estamos a pensar sobre isso. Por outro lado, os processos inconscientes são aqueles dos quais não nos damos conta, ou que não pensamos neles constantemente. Considere-se a respiração, não estamos a pensar, momento a momento que temos de respirar. É um ato natural.

Essas são as duas partes da nossa definição de psicologia, o comportamento e os processos mentais. Às vezes, temos a tendência a tirar conclusões precipitadas, principalmente quando não gostamos de alguém. Quando vemos uma pessoa que está sempre sozinha é fácil concluir que essa pessoa é anti-social. Ou que é desinteressante.

Tira-se uma conclusão baseada apenas num comportamento observável, aberto. É aí que entra em jogo o estudo científico. A Psicologia é o estudo científico, e não se baseia em conclusões sobre um comportamento aberto. Quando dizemos estudo científico, significa que as conclusões são obtidas através de métodos sistemáticos e objetivos de observação e experimentação.

Segue um procedimento passo-a-passo na observação e utilização de testes antes de se chegar a uma conclusão compreensiva. Basicamente, a Psicologia é uma observação e experimentação passo-a-passo, de comportamentos abertos e fechados e se são processados de forma consciente ou inconsciente.


Leave a Reply